Design sem nome (1)

Minas Gerais: Investimentos do Governo de Minas em infraestrutura viária somam mais de R$ 300 milhões na Zona da Mata

População já percebe as melhorias em 430 quilômetros da malha rodoviária da região

O Governo de Minas, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), está investindo R$ 336 milhões em obras de infraestrutura rodoviária na Zona da Mata.

Os recursos são destinados à recuperação e pavimentação de 430 quilômetros de rodovias, inseridas no conjunto do Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década.

Os serviços executados nas estradas mineiras têm proporcionado mais segurança, conforto e mobilidade para a população, que já percebe as mudanças provocadas pelo volume de investimentos.

É o caso de Paulo Carvalho, que conhece bem a Zona da Mata, principalmente as rodovias da região na área de influência de Ponte Nova, onde mora. Engajado em trabalhos sociais há mais de 40 anos, Paulinho, como é conhecido, também, é voluntário nas ações de defesa civil. Em função da sua atuação dinâmica, ele está sempre em trânsito e percebe os efeitos do trabalho de recuperação funcional das rodovias por onde trafega.

“Eu rodo muito por aqui e tenho notado uma melhoria constante das rodovias na região. Na MGC-482, por exemplo, que liga Viçosa a Porto Firme, onde tenho propriedade e familiares, trânsito com muita frequência. Neste trecho, a recuperação do pavimento e a sinalização ficaram muito boas e favoreceram, principalmente, o produtor rural que utiliza a rodovia para escoar a sua produção. Além disso, a MGC-482 é uma rota importante para Belo Horizonte. A população agradece muito ao DER-MG e ao Governo de Minas pelas intervenções”, ressalta.

MGC-120, em Dom Silvério – DER-MG / Divulgação

Outra rodovia que ele destaca é a MGC-120, entre Ponte Nova e Dom Silvério, segmento que percorre diariamente para levar a esposa ao trabalho em Santa Cruz do Escalvado. “Antes tinha muito buraco e dificuldade para transitar, principalmente no período de chuvas. Eu tenho percebido uma melhora muito importante e constante”, acrescenta.

Realidade similar é percebida em outra ponta da Zona da Mata por Raquel Dias Pasmo, comerciante que atua às margens da MG-111, perto de Manhumirim. Segundo ela, as intervenções na região proporcionaram ganhos significativos.

“Houve melhorias no movimento do comércio, tanto para fornecedores quanto para clientes. Outro fator positivo é a diminuição dos acidentes por causa da situação em que se encontrava a rodovia. Com o recapeamento, muitos acidentes deixaram de acontecer”, destaca.

A percepção de uma nova realidade é notada pelo produtor rural e comerciante de Lajinha, Walter Nunes. “Trânsito por essas estradas todos os dias porque tenho propriedade rural em Durandé e comércio em Lajinha. O Provias é uma ação importante para melhorar a qualidade de vida da população”, afirma.

O agricultor ressalta, ainda, que os benefícios da revitalização do pavimento dos trechos rodoviários vão muito além do aspecto econômico. “Vai dar mais segurança e conforto para quem precisa ir a consultas médicas em Manhuaçu e Muriaé”, exemplifica.

Além do Provias, são realizadas dezenas de obras de manutenção e conservação tanto na rede pavimentada quanto na não pavimentada, que inclui recuperação de pontes e aterros, revitalização de sinalização, podas, capinas, entre outras.

Obras na região de Juiz de Fora

Por meio da Unidade Regional do DER-MG de Juiz de Fora, o Governo de Minas está realizando uma série de obras de manutenção e conservação da infraestrutura em diversas rodovias estaduais pavimentadas e não pavimentadas.

Passaram por manutenção a MG-126, entre Mar de Espanha e o distrito de Sapucaia, com serviços de patrolamento, encascalhamento e roçada em 26 quilômetros.

Além disso, a AMG-3070 (entre a BR-040 e Santana do Deserto) e a MG-353 (entre Juiz de Fora e Rio Preto), receberam serviços de limpeza de dispositivos de drenagem, desobstrução de bueiros, e tapa-buracos.

As ações na AMG-3070 foram preventivas e têm o objetivo de evitar que novas chuvas estraguem o pavimento e comprometam a circulação na via. A medida foi necessária por conta do histórico recente de invasão das águas das chuvas na pista.

Já as intervenções na LMG-815 e MG-457 são na segurança viária, com a revitalização da pintura das faixas de bordo e central da pista. No total, 60 quilômetros estão recebendo nova sinalização horizontal, além dos serviços rotineiros de limpeza e roçadas.

Atualmente, as equipes do DER-MG se dividem em executar a recuperação de aterro em dois pontos da MG-457, nos kms 39 e 30, em Santa Rita de Jacutinga. O mesmo tipo de serviço é executado no km 23 da MG-454, em Leopoldina. As pontes também têm recebido atenção na região.

Em Belmiro Braga, os serviços são realizados na AMG-3055 e na LMG-870, próximo à Santa Bárbara do Monte Verde.

O DER-MG de Juiz de Fora também realiza a poda de árvores no entorno do aeroporto de Goianá, na MG-353, entre Rio Novo e Juiz de Fora, passando por Goiana e Coronel Pacheco.

Além disso, são executadas obras de manutenção e conservação na MG-353, em Rio Preto, e a revitalização em outro ponto da rodovia no segmento entre Juiz de Fora e Rio Novo,  além da recuperação de erosão na pista com instalação de novo bueiro no km 33 da LMG-874 em Simão Pereira, divisa com o Rio de Janeiro.

MG-353, em Juiz de Fora – DER-MG / Divulgação

Manhumirim

Nos trechos sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais próximos a Manhumirim, sete empreendimentos contemplam a recuperação de mais de 260 quilômetros de rodovias por meio do Provias.

As obras na região, que está perto da divisa com o Espírito Santo, representam um volume de investimento de mais de R$ 100 milhões. Dos sete trechos incluídos no Provias, seis já estão concluídos.

Um exemplo é a MG-265, do entroncamento da BR-482, próximo a Carangola, até o perímetro urbano de Divino, que já conta com cerca de 16 quilômetros recuperados e sinalizados. O mesmo ocorre com as obras nos 29,2 quilômetros da MGC-482, entre Carangola e Fervedouro, concluídas no final de julho do ano passado.

O DER-MG também finalizou, em março de 2023, as obras de recuperação funcional em 82,5 quilômetros da MG-111, de Ipanema a Manhuaçu, e da AMG-2905, do entroncamento da MG-111 até Simonésia.

Além desses trechos, as obras na LMG-834, entre Caiana e Espera Feliz, na MG-111, entre Manhumirim e a MGC-482, foram finalizadas, juntamente ao trecho da MG-441 e MG-108.

Após anos de uma situação precária no tráfego de veículos na MG-108 devido às condições da malha asfáltica, as obras de recuperação funcional chegaram ao trecho Mutum-Lajinha. Os trabalhos executados vão devolver as condições de trafegabilidade e segurança em cerca de 41 quilômetros da rodovia mineira.  As obras serão concluídas até outubro deste ano.

Região de Ubá

A ação do Governo de Minas também permitiu a entrega de muitas outras obras rodoviárias na área de influência da Unidade Regional do DER-MG de Ubá. A população da região vem acompanhando a evolução das melhorias constantes e crescentes com a chegada dos novos investimentos no setor rodoviário.

Exemplo disso são as obras incluídas no Provias, entre as quais a pavimentação da MG-280, entre Paula Cândido e Divinésia, que já apresenta uma evolução de 40% dos serviços concluídos. Esperada há quatro décadas, a pavimentação dos 16 quilômetros entre os dois municípios ganhou um novo impulso com o fim do período chuvoso. A previsão é que as obras sejam finalizadas até final de 2024.

A pavimentação da MG-280, considerada um marco para os moradores da região, recebe um investimento de aproximadamente R$ 40 milhões.

Após a conclusão da obra, o trecho passa a ser uma rota alternativa entre Viçosa e Ubá e irá beneficiar diretamente vários municípios, entre eles Paula Cândido, Divinésia, Visconde do Rio Branco, Senador Firmino, Rodeiro, Guidoval, Astolfo Dutra, Tocantins, Piraúba e Rio Pomba.

Com a pavimentação, a indústria moveleira e o agronegócio do entorno ganham maior produtividade e capacidade de escoamento. Ainda no Provias, o DER-MG iniciou, em abril, a recuperação funcional em mais dois trechos de rodovias na região. Na AMG-0520, entre Aracitaba e Oliveira Fortes e na MG-452, entre Paiva e Oliveira Fortes.

Com recursos na ordem de mais de R$ 20 milhões, as obras promovem melhorias para cerca de 5 mil pessoas dos municípios de Aracitaba, Oliveira Fortes e Paiva, e outras 200 mil de forma indireta, considerando a área de influência da rodovia.

Além disso, o trecho da MG-452 faz a conexão entre as BRs 040 (Barbacena) e 116 (Leopoldina), encurtando caminhos e dando mais mobilidade para a região.

As equipes do DER-MG começaram a execução dos serviços de recuperação funcional pela MG-452. Posteriormente, uma nova frente de trabalho será aberta na AMG-0520.

Pelo Provias, foi concluído o contorno de Cataguases, principal via de acesso ao novo terminal rodoviário do município e uma importante conexão com a rodovia MGC-120, trazendo melhores condições de trafegabilidade, segurança para veículos e pedestres, além desafogar o trânsito dentro da cidade.

Estão em execução muitas outras obras, contempladas por outros programas, entre as quais a recuperação de aterro no km 100 da MG-447, entre Cataguases e o entroncamento da MGC-120.

Também estão em execução a recuperação e a reconstrução de duas pontes: uma na MG-133 e outra na MGC-265, entre Rio Pomba/Tabuleiro e Mercês/Rio Pomba, respectivamente.

Foi concluída, recentemente, a recuperação de aterros com a implantação de bueiros celulares e metálicos nas rodovias MGC-356, MGC-265, MG-133 e MG-280.

Há muitas obras para começar na região, seja na manutenção e conservação da malha pavimentada, quanto da não pavimentada, além de novos trechos do Provias, como a recuperação funcional da AMG-0555, entre Presidente Bernardes e Entroncamento com a MGC482 (P/Piranga); a LMG-860, entre Guarani e Descoberto, MG-447, entre Miraí a Guiricema; MG-448 do entroncamento da BR-040 ao entroncamento da MGC-265; MGC-265 de Rio Pomba à MG-448/452 e MG-285 entre o trevo da MGC-265 a Dona Euzébia.

Outras obras também devem começar na  MGC-265, encabeçamento de ponte sobre o Rio São Domingos; construção de gabião no km-653, da MGC-120 e recuperação da ponte na MG-448, entre Santa Barbara do Tugúrio ao entroncamento da BR-040.

Ponte Nova

Na área de influência do município de Ponte Nova, por meio do Provias, o Governo de Minas já concluiu a recuperação da MGC-482, entre Viçosa e Porto Firme, trecho de 29 quilômetros, com investimento da R$ 6,2 milhões.

As melhorias colocaram um ponto final nos transtornos causados pelo pavimento deteriorado. A MGC-482 é fundamental para o escoamento de minério de ferro oriundo do município de Teixeiras e faz a ligação entre Viçosa e Porto Firme e a BR-116, importante corredor viário que integra regiões do país.

Além da MGC-482, o DER-MG concluiu as obras de recuperação do pavimento em mais duas rodovias. Desta vez, as melhorias foram executadas na MGC-120, trecho entre Ponte Nova e Dom Silvério, e na AMG-1760, no segmento entre o entroncamento da MGC-120 e o município de Sem-Peixe.

No total, 49,8 quilômetros foram revitalizados a um custo de R$ 19 milhões, conforme previsto no pacote de obras do Provias. A rodovia MGC-120, que liga Ponte Nova a Dom Silvério, tem grande importância devido ao acesso às cidades de Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Sem-Peixe, Dom Silvério e as comunidades rurais pertencentes a esses municípios, além de ser uma das alternativas para acessar a rodovia federal BR-262 na altura da cidade de João Monlevade.

Já o trecho da AMG-1760 é o único acesso asfaltado à cidade de Sem Peixe, que liga o município à rodovia MGC-120.

As ações na região não se restringem a somente às obras do Provias. A unidade regional do DER-MG em Ponte Nova já iniciou a construção da ponte sobre o Rio Matipó e implantação da intercessão na rodovia LMG-840, trecho entroncamento com a BR-262 (Padre Fialho – Pedra Bonita).  O investimento é de quase R$ 5 milhões.

(DA REDAÇÃO \\ Guth Gutemberg)

(INF.\FONTE: Internet \\ Ag. MG)

(FT.\CRÉD.: DER-MG \\ Divulgação)